siga por e-mail

segunda-feira, 2 de abril de 2012

“O domingo tá acabando — já é tarde — amanhã a gente começa de novo. Eu me sinto às vezes tão frágil, queria me debruçar em alguém, em alguma coisa. Alguma segurança. Invento estorinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga.” — Caio Fernando de Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário