siga por e-mail

domingo, 26 de fevereiro de 2012

“Gosto de quem tem foco, sabe? De quem sabe o que quer e não se deixa intimidar pelas dificuldades. Admiro quem sabe pedir desculpas, quem sabe voltar atras. Gosto de gente que sabe chorar. Odeio homem que se faz de macho, tão macho, que é incapaz de admitir que precisa do amor de uma mulher para ser feliz. Porque de verdade, todos nós sabemos que vodka e sexo não preenchem o vazio provocado por uma tarde de domingo ociosa. A vida não se resume a uma solidão forjada. Admiro quem sabe viver um amor de verdade, sem medo, sem máscaras. Gosto de quem é de carne, osso, e é claro, sentimento.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário