siga por e-mail

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Sabe o que está faltando? Dor. Isso mesmo, daquelas que dilaceram a alma e fazem o cérebro gemer pedindo piedade, aquelas que os olhos ficam cegos por lágrimas de aço e clamam redenção, dor verdadeira, não essas migalhas que apenas ensaiam uma peça de teatro dramática. Aí sim, as pessoas iriam valorizar os sorrisos quando estivessem imersos na verdadeira agonia. — Júnior Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário